Em 2011, Régis Bonvicino me pediu para traduzir uns vídeo-poemas. Assim escreveu à época:

“Conheci Brohm Poems há dois meses no Facebook. Brohm faz vídeo-poemas,. Brohm Poems me fez pensar em como a poesia brasileira experimenta um longo período de falta de imaginação, sem coragem, prosa cortada arbitrariamente em versos. A citação favorita de Brohm Poems é ‘he dead’; em música, ele gosta de Jared Swilley, da Sun Record Company e de Stan Getz. Gosta de filmes de ficção científica, de terror e do filme noir, o que revela os insumos, meio nerds, de seus vídeo-poemas.. Pedi ao poeta e crítico Fabio Riggi que traduzisse algumas das legendas de seus vídeo-poemas” (publicado originalmente na Sibila em junho de 2011).

Não encontrei mais os tais vídeo-poemas, mas estas são as legendas e as traduções:

with the boggleronças quando
prism space occupied by
hot fucking pavement occupied by
dirt.
chimes
sent emails blasted from the sky by
lasers!
cannibals munch on the dead and serve their sweeties breakfast in bed
did you really think you would scape?
frogs command commando raids on
for authentic food
and then throw up.
followed by snakes who raid
then eat that food.
inauthenticity is challenged at every turn. now is good time to forget why.

art thou not but a windshield i could break?
did you scamper with the boggler when he fed?
fuck me? do you say?
a sweet taste appears on my tongue and it is time.
initial thought is fine.
forgo splendor galore
oh is it but a crime to scrimp?
it is but a cry.
honesty purrs
in bowls i pour
but alas it haunts and pulls
and haunts with rhythm!
your for gale winds
foretold!
and don’t forget
to appear with satan
i wouldn’t want to stick my hand in a bowl of
cherries
and have a snake bite me!
prisma espaço ocupado por
puta pavimento quente ocupado por
lixo.
sinos
emails disparados do céu por
lasers!
canibais mastigam o morto e servem seus docinhos com café na cama.
você realmente achou que iria escapar?
sapos comandam comando de ataque
por comida autêntica
e então vomitam.
seguidos por cobras que atacam
depois comem aquela comida.
inautenticidade é desafiada o tempo todo.
agora é boa hora pra esquecer por que.

Não és nada além de um para-brisa que arrebento?
jóquei de onças quando se alimentam?
foda-se? você diz?
um gosto bom surge na minha língua e já é hora.
primeira impressão rola.
recusa esplendor público
ah, e não se pode ter desconto?
só se pode choro.
honestidade mia
em tigelas que viro
mas, céus, ela encosta e gira
e encosta com ritmo!
leve asas pra tormenta
tô avisando!
e certifique-se de
aparecer com satã
gostaria se ao por a mão num pote de
cerejas
te mordesse uma cobra?!
blastedesporro
eccentric space prince
from the earth’s neither regions
composition champ
in many skills of the ozark.
situational.
intricate layers
of misspelled soliloquies
translate
into prose
for those with hard ons who are froze.
demolisher.
brick by brick demolisher
violent spin cycle
substitutional paper
diagram
only to frustrate.
provided to you courtesy of the man.
frosty stache
lover’s stance.
occupy that space
and make it hot.
explode!!!
excêntrico príncipe do espaço
das regiões profundas da terra
campeão de composição
em muitas técnicas das ozark.
ocorrência.
camadas intricadas
de mal pronunciados solilóquios
traduzem
em prosa
por aqueles com ereções estéreis.
demolidor.
quebra tudo demolidor
centrifugação violenta
papel para emergências
diagrama
só para frustrar.
fornecido a vocey cortesia do cara.
bigo de nata
pose de amante.
ocupar aquele espaço
e esquentá-lo.
explode!!!
marsmarte
mars

the fifth planet from our sun.
named for the ancient
greek goddess of marshes
marsha
mars is a bleak world now.
but once was covered in swamps
like our own present day siberia
and if i could choose
a place in the cosmos
with the billions and billions of planets
the place to the last. place i would choose
and the last one i would got to would be mars.
for its a dusty desolate world
where even as we speak.
dead.
perhaps man will visit mars
again some day
and finally explain
the dusty existence
of our once swampy neighbor
in the cosmos

mars
marte

quinto planeta depois do sol.
nomeado pelos antigos
deusa grega dos pântanos
marsha
marte hoje é um mundo apagado.
já foi coberto por ervas
como nossa atual sibéria.
e se eu pudesse escolher
um lugar no cosmos
com bilhões e bilhões de planetas
meu ultimato de vida. lugar que escolheria
e o último para o qual eu iria seria marte.
que é um mundo empoeirado e solitário
até enquanto falamos.
morto.
quem sabe o homem visite marte
outra vez um dia
e finalmente explique
a existência empoeirada
do nosso antigamente erval vizinho
no cosmos

marte
carboncarbono
carbon

the 13th element on the periodic table of symbols
carbon exist naturally in the forms
of charcoal
lead
and pencils!
and exciting to me
i’ve been very excited
i passed sense carbon
it is definitely what i have seen
to be the best of all the elements in the periodic table of symbols
we can all be thankful for carbon!
and for its inventors.
the aztec indian tribal people
of central china

carbon
carbon

13º elemento na tabela periódica dos símbolos
carbono existe naturalmente nas formas
de carvão
chumbo
e lápis!
é excitante pra mim
fiquei bastante excitado
já tive a sensação carbono
definitivamente é o que tenho visto
ser o melhor de todos os elementos na tabela periódica dos símbolos
sejamos todos gratos ao carbono!
e a seus inventores.
o povo tribal indígena azteca
da china central

carbono

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s